Há risco “não desprezível” de flexibilização adicional do regime fiscal, diz Itaú

O Itaú Unibanco piorou sua projeção de déficit primário para o Brasil neste ano, incorporando em suas contas mais despesas emergenciais fora do teto de gastos, e avaliou que, pela dinâmica atual da pandemia e de suas consequências, há risco “não desprezível” de flexibilização adicional do regime fiscal da regra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *