Manobras e pedaladas em Orçamento que privilegia militares e parlamentares

Orçamentos anuais são, quase por definição, peças de ficção. Elaborados num ano, para vigorar em outro, dependem de projeções de certos parâmetros – inflação, variação da economia, salário mínimo – e da escolha de premissas. É comum e natural a superestimação de receitas e a subestimação de despesas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *